Os produtores rurais contam com mais um importante incentivo a partir de agora. Lan√ßado h√° alguns dias pelo Minist√©rio da Agricultura, Pecu√°ria e Abastecimento, o Plano Safra deve impulsionar o setor fotovoltaico e destinar cerca de R$ 2 bilh√Ķes para projetos de inova√ß√£o deste segmento no meio rural. Este montante est√° previsto para o projeto 2020-2021 e trata-se de um aumento de 33,3% em rela√ß√£o ao per√≠odo anterior.

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), os investimentos em energia solar nas propriedades rurais já passam de R$ 1,7 bilhão no País. Os produtores rurais representam atualmente por 11,7% da potência instalada na geração distribuída a partir do sol no Brasil.

‚ÄúA linha de financiamento pode ser acessada por produtores de todos os portes para a compra e instala√ß√£o de sistemas fotovoltaicos, em todas as regi√Ķes do Brasil‚ÄĚ, afirma Rodrigo Sauaia, CEO da ABSOLAR, acrescentando que a oportunidade da energia solar no agroneg√≥cio √© enorme e o interesse dos produtores rurais pela solu√ß√£o aumenta cada vez mais.¬†

A associa√ß√£o recomendou ao Minist√©rio da Agricultura, Pecu√°ria e Abastecimento ampliar o acesso a cr√©dito para¬†sistemas fotovoltaicos¬†no campo. ‚ÄúO novo Plano Safra, lan√ßado esta semana, deu um passo importante nesta dire√ß√£o, destinando mais recursos aos produtores rurais para facilitar o acesso √† tecnologia. √Č mais uma importante conquista para o setor e a entidade parabeniza o Minist√©rio pela iniciativa‚ÄĚ, comemora o executivo.¬†

Compartilha da mesma opini√£o Ronaldo Koloszuk, presidente do Conselho de Administra√ß√£o da ABSOLAR.¬† ‚ÄúO uso da energia solar traz v√°rios ganhos de competitividade aos produtores rurais, entre elas a redu√ß√£o com os custos com a eletricidade, o aumento da seguran√ßa el√©trica, prote√ß√£o do consumidor contra os aumentos das tarifas de eletricidade, aumenta a oferta de energia el√©trica na propriedade rural, torna a produ√ß√£o no campo mais limpa e sustent√°vel e agrega valor √† marca do produtor rural‚ÄĚ, comenta.

Na visão da associação, a tecnologia do setor de energia solar e o agronegócio têm uma enorme sinergia, que pode ser usada no bombeamento e na irrigação de água, na refrigeração de carnes, leite e outros produtos, na regulação de temperatura para a produção de aves e frangos, na iluminação, em cercas elétricas, em sistemas de telecomunicação, no monitoramento da propriedade rural, entre muitas outras funcionalidades.

Algumas propriedades rurais espalhadas pelo Brasil j√° se beneficiam com a energia solar fotovoltaica. Adotar medidas mais sustent√°veis e econ√īmicas faz toda diferen√ßa no produto e no bolso do empreendedor rural.¬†¬†A propriedade que possui sistema de energia solar tem uma importante fonte de economia que elimina a pesada conta de luz.